quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Quem decide por mim?

Um colunista conta uma estória em que acompanhava um amigo à uma banca de jornais.

O amigo cumprimentou o jornaleiro amavelmente, mas como retorno recebeu um tratamento rude e grosseiro.

Pegando o jornal que foi atirado em sua direção, o amigo do colunista sorriu polidamente e desejou um bom fim de semana ao jornaleiro.

Quando os dois amigos desciam pela rua, o colunista perguntou:

- Ele sempre te trata com tanta grosseria?

- Sim, infelizmente foi sempre assim...

- E você é sempre tão polido e amigável com ele?

- Sim, procuro ser.

- Por que você é tão educado, já que ele é tão inamistoso com você?

- Por que não quero que ele decida como eu devo agir.

Nós é que decidimos como devemos agir e reagir - não os outros!

(Autor desconhecido)

Angústias da mulher moderna


Parece título de tese de doutorado... ou frase de pensador famoso...

O fato é que todas as mulheres que eu conheço enfrentam algum tipo de angústia frente à carreira, ao namoro/casamento e/ou família.

Esse tipo de situação também passa pela vida dos homens, mas o universo feminino, ainda que tenha se modificado um pouco, está longe de um entendimento simples.

Estamos todas construindo um caminho que nunca foi percorrido antes.

Há muitas que se casaram cedo e estão separadas.

Há várias que tiveram relacionamentos, mas estão sós.

Outras tantas namoram, querem casar ou viver junto, mas enfrentam algum tipo de limitação.

Há algumas que idealizam demais, ou são pessimistas demais (enxergando-se como realistas).

Há aquelas que romperam com as convenções sexuais, profissionais, religiosas.

Há várias que procuram ajuda (meditação, terapia, espiritualidade, cirurgia plástica - não estou colocando todos estes recursos no mesmo balaio, não... só citando o que se utiliza como recurso para aliviar dores e angústias, e cada um tem a sua finalidade).

Quem abriu mão de uma profissão em função da família lamenta por não ter uma carreira.

Quem investiu na carreira muitas vezes pagou o preço de não ter um casamento.

Quem tenta conciliar os dois quase pira em muitos momentos.

Mas o conflito é parte da natureza humana.

Com tudo isso, pode-se criar um novo jeito de viver e ser mulher nos dias de hoje. Nem todas serão mães biológicas, algumas preferem outros caminhos. Nem todas estarão casadas. A forma de viver tem sido muito questionada nos últimos tempos...

Eu acho que as referências estão sendo repensadas. Não acho que devemos abrir mão de tudo e jogar as tradições pro alto.

Acho, sim, que uma coisa é fato e não deve ser questionada: o estilo de vida da mulher mudou. O ritmo das coisas mudou. A mulher que não aprende uma forma de se adaptar conservando a sua essência vai viver doente, estressada, angustiada e infeliz.

O mito da felicidade plena caiu por terra. Mas isso não significa que vivermos miseráveis com as angústias.

Significa, sim, que consciência, foco, determinação e serenidade são fundamentais à vida moderna...

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Ousadia...



"Vive quem ousadamente vive"
(Johan Wolfgang Von Goethe)

Essência e livre arbítrio

domingo, 17 de outubro de 2010

O poder do exemplo

video

O mundo que deixaremos para os nossos filhos depende dos filhos que deixaremos para o mundo...

Vencendo o medo!

video

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Feliz dia do professor?


Foi-se o tempo em que o professor era uma figura de autoridade cujo símbolo da maçã retratava uma relação, em muitos casos distante e austera, mas conservando algum respeito.
O cenário atual é desanimador para todos os professores, salvo raras exceções, em que há condições melhores para a prática da educação.
Mesmo com essa difícil realidade, não podemos cair no conformismo.
Aos amigos professores, meus parabéns!
Desejo sabedoria e muita força para que conservem os ideais da educação e consigam vencer os desafios que certamente virão...
Como diz Cortella, não nascemos prontos - nem professores nem alunos.
Que possamos aprender uns com os outros a sermos pessoas melhores e a fazermos uma educação mais digna e ética.

A mensagem sempre vem, muitas vezes de forma diferente


Já comentei aqui em tempos não muito remotos a questão das catástrofes naturais que promovem união e solidariedade entre as pessoas... a experiência dos 33 mineiros do Chile trouxe, mais uma vez, este ponto crucial da vida humana.
O exemplo de força, coragem, apoio, fé, esperança e união desses mineiros e de toda a equipe de apoio reforça de forma incrível como ainda precisamos destes maravilhosos exemplos para crer e agir a favor da vida.
A despeito das manobras políticas que podem ser usadas em prol da popularidade do presidente chileno, não houve atmosfera para isso. O clima era de torcida verdadeira de pessoas que uniam esforços e pensamentos para que a operação de resgate desse certo. E deu. Foi um sucesso, uma tarefa realmente iluminada pelo divino, contando com o trabalho humano.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

O melhor de uma crise...

... é a oportunidade da mudança, o gosto da reconciliação, a reflexão e a força de recomeçar!

Felicidade é...

... apesar dos contratempos, valer a pena investir no amor, no projeto, na mudança, na vida!
... apesar de não se ter tudo o que se busca no exato momento, ter a convicção interna de que se está no caminho certo e com a proteção divina!
... apesar do mundo mostrar uma dura realidade, é saber olhar para tantas conquistas pessoais e coletivas e ter gratidão.
Ou seja, felicidade é saber viver a imperfeição da vida da melhor maneira!

A garra mantém o entusiasmo e a fé para continuar!

Quando a habilidade e a dificuldade estão próximas, o sucesso é garantido!

A falta de desafios entedia...

O amor constrói!

A paixão mobiliza...

Faça

A vida melhora imensamente quando você pára de deixar as coisas acontecerem e passa a fazer as coisas acontecerem. Em vez de ser uma vítima, seja alguém que faz. Em vez de procurar alguém para culpar, procure pelo que você pode fazer. Em vez de perguntar “Por que isso aconteceu comigo?”, pergunte “O que posso fazer?”

Estabeleça suas prioridades e concentre-se em seus objetivos. Nenhuma situação pode lhe derrotar quando você vive com determinação. As coisas que lhe acontecem têm uma importância menor do que tudo aquilo que você pode fazer a respeito.

Seu senso de direção, seu foco, seu comprometimento e sua ação eficaz guiarão você em qualquer situação, não importa o que aconteça.

Seja responsável – nos seus pensamentos, suas palavras, suas crenças, suas ações – pelas coisas que acontecem, e elas ficarão muito mais ao seu gosto. Faça a vida acontecer e ela acontecerá para você também.

(Autor desconhecido - Portal Diabetes)

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Mente no corpo - corpo na mente


"Quando a boca cala, o corpo fala.

Quando a boca fala, o corpo sara."

É interessante este alerta colocado na porta de um espaço terapêutico.

Muitas vezes... O resfriado escorre quando o corpo não chora.

A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.

O estômago arde quando a raiva não consegue sair.

O diabetes invade quando a solidão dói.

O corpo engorda quando a insatisfação aperta.

A dor de cabeça deprime quando as dúvidas aumentam.

A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.

A dor no ombro sinaliza o excesso de fardos e de obrigações.

As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.

O peito aperta quando o orgulho escraviza.

A pressão sobe quando o medo aprisiona.

As neuroses paralisam quando a “criança interna” tiraniza.

A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.

O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.

E as tuas dores caladas? como elas falam no teu corpo?

Mas, cuidado... Escolha o que falar, com quem falar, onde, quando e como! Crianças é que contam tudo para todos, a qualquer hora, de qualquer forma. Passar relatório é ingenuidade.

Escolha alguém que possa lhe ajudar a organizar as idéias, harmonizar as sensações e recuperar a alegria.

Todos precisam saudavelmente de um ouvinte interessado.

Mas tudo depende, principalmente, do nosso esforço pessoal para fazer acontecer as mudanças na nossa vida!!!

"A amizade é a mais pura forma do amor de Deus, porque nasce do livre arbítrio do coração." (Paramahansa Yogananda)

Quando a boca cala, o corpo fala. Quando a boca fala, o corpo sara.

Eis um ditado que mostra, de forma simples, a importância de verbalizar o que sentimos e pensamos, pois o que não é expresso tende, mais cedo ou mais tarde, a afetar nosso bem-estar e até nosso estado de alma.

Segundo o psicólogo Waldemar Magaldi Filho, professor da Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo, ao entrar em contato com seu colorido interior, dispondo-se a abrir e a contar suas experiências, sejam elas boas ou ruins, muito do que foi vivenciado pela pessoa se ilumina.

“Narrando os fatos, percebemos que eles talvez não sejam tão negativos quanto pensávamos, que a raiva que alguém despertou em nós diminuiu, que o trauma que sofremos já não assusta tanto, que nossas vitórias foram mais importantes do que pareciam”, explica o especialista. Da mesma maneira, o que a princípio foi visto como algo trágico pode, com o passar do tempo, se revelar uma grande oportunidade de crescimento. “Isso é o que chamamos de re-significar, ou seja, atribuir um novo sentido às coisas”, completa.
O ato de falar sobre si mesmo é a base da psicoterapia, mas não é só no consultório que isso traz benefícios. Aliás, o simples fato de compartilhar as próprias idéias com alguém faz um bem danado. “E, se você não tem para quem falar, escreva”, recomenda.

Arnaldo Jabor

- Brasileiro é um povo solidário. Mentira. Brasileiro é babaca.
Eleger para o cargo mais importante do Estado um sujeito que não tem escolaridade e preparo nem para ser gari, só porque tem uma história de vida sofrida;
Pagar 40% de sua renda em tributos e ainda dar esmola para pobre na rua ao invés de cobrar do governo uma solução para pobreza;
Aceitar que ONG's de direitos humanos fiquem dando pitaco na forma como tratamos nossa criminalidade. ..
Não protestar cada vez que o governo compra colchões para presidiários que queimaram os deles de propósito, não é coisa de gente solidária.
É coisa de gente otária.
- Brasileiro é um povo alegre. Mentira. Brasileiro é bobalhão.

Fazer piadinha com as imundices que acompanhamos todo dia é o mesmo que tomar bofetada na cara e dar risada.
Depois de um massacre que durou quatro dias em São Paulo , ouvir o José Simão fazer piadinha a respeito e achar graça, é o mesmo que contar piada no enterro do pai.
Brasileiro tem um sério problema.
Quando surge um escândalo, ao invés de protestar e tomar providências como cidadão, ri feito bobo.

- Brasileiro é um povo trabalhador. Mentira.

Brasileiro é vagabundo por excelência.
O brasileiro tenta se enganar, fingindo que os políticos que ocupam cargos públicos no país, surgiram de Marte e pousaram em seus cargos, quando na verdade, são oriundos do povo.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado ao ver um deputado receber 20 mil por mês, para trabalhar 3 dias e coçar o saco o resto da semana, também sente inveja e sabe lá no fundo que se estivesse no lugar dele faria o mesmo.
Um povo que se conforma em receber uma esmola do governo de 90 reais mensais para não fazer nada e não aproveita isso para alavancar sua vida (realidade da brutal maioria dos beneficiários do bolsa família) não pode ser adjetivado de outra coisa que não de vagabundo.
- Brasileiro é um povo honesto. Mentira.

Já foi; hoje é uma qualidade em baixa.
Se você oferecer 50 Euros a um policial europeu para ele não te autuar, provavelmente irá preso.
Não por medo de ser pego, mas porque ele sabe ser errado aceitar propinas.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado com o mensalão, pensa intimamente o que faria se arrumasse uma boquinha dessas, quando na realidade isso sequer deveria passar por sua cabeça.


- 90% de quem vive na favela é gente honesta e trabalhadora. Mentira.

Já foi.
Historicamente, as favelas se iniciaram nos morros cariocas quando os negros e mulatos retornando da
Guerra do Paraguai ali se instalaram.
Naquela época quem morava lá era gente honesta, que não tinha outra alternativa e não concordava com o crime.
Hoje a realidade é diferente.
Muito pai de família sonha que o filho seja aceito como 'aviãozinho' do tráfico para ganhar uma grana legal.
Se a maioria da favela fosse honesta, já teriam existido condições de se tocar os bandidos de lá para fora, porque podem matar 2 ou 3 mas não milhares de pessoas.
Além disso, cooperariam com a polícia na identificação de criminosos, inibindo-os de montar suas bases de operação nas favelas.

- O Brasil é um pais democrático. Mentira.

Num país democrático a vontade da maioria é Lei.
A maioria do povo acha que bandido bom é bandido morto, mas sucumbe a uma minoria barulhenta que se apressa em dizer que um bandido que foi morto numa troca de tiros, foi executado friamente.
Num país onde todos têm direitos mas ninguém tem obrigações, não existe democracia e sim, anarquia.
Num país em que a maioria sucumbe bovinamente ante uma minoria barulhenta, não existe democracia, mas um simulacro hipócrita.
Se tirarmos o pano do politicamente correto, veremos que vivemos numa sociedade feudal: um rei que detém o poder central (presidente e suas MPs), seguido de duques, condes, arquiduques e senhores feudais (ministros, senadores, deputados, prefeitos, vereadores).
Todos sustentados pelo povo que paga tributos que têm como único fim, o pagamento dos privilégios do poder. E ainda somos obrigados a votar.

Democracia isso? Pense !

O famoso jeitinho brasileiro.
Em minha opinião, um dos maiores responsáveis pelo caos que se tornou a política brasileira.
Brasileiro se acha malandro, muito esperto.
Faz um 'gato' puxando a TV a cabo do vizinho e acha que está botando pra quebrar.
No outro dia o caixa da padaria erra no troco e devolve 6 reais a mais, caramba, silenciosamente ele sai de lá com a felicidade de ter ganhado na loto... malandrões, esquecem que pagam a maior taxa de juros do planeta e o retorno é zero. Zero saúde, zero emprego, zero educação, mas e daí?
Afinal somos penta campeão do mundo né?
Grande coisa...

O Brasil é o país do futuro. Caramba, meu avô dizia isso em 1950. Muitas vezes cheguei a imaginar em como seria a indignação e revolta dos meus avôs se ainda estivessem vivos.
Dessa vergonha eles se safaram...
Brasil, o país do futuro!?
Hoje o futuro chegou e tivemos uma das piores taxas de crescimento do mundo.

Deus é brasileiro.
Puxa, essa eu não vou nem comentar....

O que me deixa mais triste e inconformado é ver todos os dias nos jornais a manchete da vitória do governo mais sujo já visto em toda a história brasileira.
Para finalizar tiro minha conclusão:


O brasileiro merece! Como diz o ditado popular, é igual mulher de malandro, gosta de apanhar.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Coragem


"A vida se contrai e se expande proporcionalmente à coragem do indivíduo".

Anaïs Nin

Trabalho e prazer

O Mestre na arte da vida faz pouca distinção entre o seu trabalho e o seu lazer, entre a sua mente e o seu corpo, entre a sua educação e a sua recreação, entre o seu amor e a sua religião. Ele dificilmente sabe distinguir um corpo do outro. Ele simplesmente persegue sua visão de excelência em tudo que faz, deixando para os outros a decisão de saber se está trabalhando ou se divertindo. Ele acha que está sempre fazendo as duas coisas simultaneamente.

(Texto budista)